Maria Rita abre programação do Festival Vermelhos de Ilhabela

Festival de 2 a 18 de agosto tem outras grandes atrações como a Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo, a São Paulo Companhia de Dança, a Jazz Sinfônica e um tributo à Bossa Nova

A cantora Maria Rita se apresenta no dia 2 de agosto na abertura do Festival “Vermelhos 2019 – Música e Artes Cênicas”, abrindo a comemoração da quinta edição do evento, que acontece até 18 de agosto, de sexta a domingo, no Centro Cultural Baía dos Vermelhos, em Ilhabela, em um teatro de 1.100 lugares e outros espaços em meio à mata atlântica e com vista para o mar. O show “Maria Rita voz:piano” terá início às 21h.

O Festival conta com apoio da Prefeitura de Ilhabela e segue a proposta de oferecer à população do litoral uma atividade fora do período de alta temporada e conta com extensa programação de concertos e recitais de música erudita e apresentações de dança e de música popular e instrumental. A mistura do repertório clássico à dança e à música instrumental e popular constitui a matriz do evento, estabelecida desde a sua 1ª edição em 2015 com o objetivo de levar ao público uma visão ampla, diversificada e atual da produção cultural no campo da música e das artes cênicas.

Para Samuel Mac Dowell de Figueiredo, diretor geral do Festival e do Instituto Baía dos Vermelhos, “estamos em um período em que a produção cultural precisa crescer e ser maior que as adversidades. O festival de Vermelhos está aí para mostrar que a arte e a cultura têm papel fundamental nessa transformação”.

Na programação deste ano, o festival apresentará expoentes da música erudita como a pianista Cristina Ortiz, o maestro Roberto Minczuk e a Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo, além da violinista sul-coreana Jiyoon Lee e do maestro Cláudio Cruz com a Orquestra Jovem do Estado de São Paulo e dos recitais de piano de Marcelo Bratke, Sonia Rubinski e Juliana Steinbach. As sopranos Ana Schwedhelm e Carla Cottini apresentarão um especial Concerto Barroco no Anfiteatro cercado pela Mata Atlântica e dois outros concertos, programados para as paróquias da cidade com o quinteto de clarinetes Sujeito a Guincho e com um ensemble comandado por Júlio Medaglia com os solistas Ulisses Rocha e Júlia Abdalla, assegurarão a forte participação da música barroca no festival. Uma montagem da suíte Porgy and Bess com a Orquestra Jazz Sinfônica regida por João Maurício Galindo e os solistas Marly Montoni e Leonardo Neiva dará sequência ao ciclo iniciado em 2018 com West Side Story e outras obras do repertório de óperas e musicais da Broadway.

A dança será representada pela São Paulo Companhia de Dança, corpo artístico da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, gerida pela Associação Pró-Dança e dirigida por Inês Bogéa e, a música popular e instrumental brasileira e o jazz terão lugar especial com apresentações que irão do registro da importância para a MPB de Amilton Godoy, Dori Caymmi, Carlos Lyra e João Donato e dos consagrados Maria Rita, Zélia Duncan, André Mehmari, Ulisses Rocha, Banda Mantiqueira e Nelson Ayres à vanguarda de Hamilton de Holanda, Ricardo Herz, Ana Setton e os detentores de Grammy do Trio Corrente.

Na sua conclusão, o festival trará um concerto especial de música eletroacústica a cargo de Flo Menezes, uma experiência desafiadora no ambiente cultural do Litoral Norte.

Oficinas Culturais e Masterclasses

A programação 2019 de Vermelhos terá duas séries de Oficinas Culturais e Masterclasses de clarinete e de violão, apresentadas respectivamente pelo clarinetista Luis Montanha e pelo violonista Ulisses Rocha. As séries serão dirigidas gratuitamente a alunos e ouvintes e seu regulamento e procedimentos de inscrição serão anunciadas em breve.

Conversas Com o Público

O Vermelhos 2019 trará ainda as Conversas Com o Público, uma série de debates sobre temas relacionados à cultura e a eventos do próprio festival. Suas sessões acontecerão ao longo da programação e nos intervalos entre os espetáculos, nos novos espaços criados ao lado dos restaurantes do Centro Cultural. Essa novidade procura conduzir a participação do público a uma experiência de renovação e absorção de ideias, a partir de uma visão ampla, diversificada e atual da produção cultural no campo da música e das artes cênicas.

Atividades Gratuitas

Mantendo o compromisso com as comunidades locais, o festival realizará programações gratuitas abertas ao público. Além das Oficinas Culturais e Masterclasses e das Conversas Com o Público, serão atividades gratuitas o Concerto do Dia dos Pais e os concertos levados às Igrejas da cidade. Em todos os demais eventos serão disponibilizados ingressos gratuitos para distribuição ao público pela Prefeitura de Ilhabela.

Restaurantes

Novos espaços em Vermelhos recebem este ano uma estrutura de restaurantes para que o público possa almoçar e jantar no Instituto nos dias de apresentações.

Sobre o Instituto Baía dos Vermelhos

O Instituto Baía dos Vermelhos é o mantenedor do Centro Cultural Baía dos Vermelhos. Concebido como um programa de integração social, é um complexo e uma instituição de produção e distribuição cultural que está situado próximo à Baía dos Vermelhos (nome que faz referência ao Vermelho, peixe típico da região), em Ilhabela, São Paulo. Os espaços que integram o Centro Cultural são o Teatro de Vermelhos, o Anfiteatro da Floresta e a Residência de Vermelhos, onde são desenvolvidas atividades pedagógicas que promovem a criação e a ampliação de oportunidades no campo das manifestações artísticas e culturais.

VERMELHOS 2019

PROGRAMAÇÃO

AGO 2 SEX

21h        Maria Rita: voz:piano

AGO 3   SÁB       

11h        Marcelo Bratke e Dori Caymmi

+ André Mehmari Trio

16h        Ensemble Barroco

Fernando Cordella, regência e cravo

Ana Schwedhelm, soprano

Carla Cottini, soprano

20h30    Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo

Roberto Minczuk, regência

Cristina Ortiz, piano

AGO 4 DOM

11h        Nelson Ayres e Ricardo Herz, piano e violino
                + Amilton Godoy Trio

18h        Sujeito a Guincho, quinteto de clarinetes

Gratuito na Paróquia N.Sra. Aparecida

AGO 9 SEX

21h        São Paulo Companhia de Dança, direção artística de Inês Bogéa

AGO 10 SÁB

11h        Cristina Ortiz, piano

16h        Anna Setton, voz

+ Ulisses Rocha, violão

19h        Orquestra Jovem do Estado de São Paulo

Cláudio Cruz, regência

Jiyoon Lee, violino

AGO 11 DOM

11h        Trio Corrente + Banda Mantiqueira

18h        Orquestra BarrocaGratuito na Paróquia N.Sra. D’Ajuda

Júlio Medaglia, regência

Ulisses Rocha, violão

Júlia Abdalla, flauta doce

AGO 16 SEX

21h        “Bossa Nova in Concert”

Carlos Lyra

João Donato

Wanda Sá

Paula Morelenbaum

AGO 17 SÁB

11h        Sonia Rubinsky, piano

16h        Hamilton de Holanda

+ Zélia Duncan e Jacques Morelenbaum, voz e violoncelo

20h30    Orquestra Jazz Sinfônica

João Maurício Galindo, regência

Juliana Steinbach, piano

Marly Montoni, soprano

Leonardo Neiva, barítono

AGO 18 DOM

11h        “Música Eletroacústica”

Flo Menezes, compositor

Cassia Carrasqueira, flauta

PIAP, percussão

Programação sujeita a alterações.

Fonte: Divulgação

Foto: Vicente de Paulo/ Divulgação

Comentários

Comentários


Warning: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable in /home/portalcaicara/www/wp-includes/class-wp-comment-query.php on line 405

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: