Prefeito de Ilhabela consegue a liberação de 25 mil litros de combustíveis junto à Revap

Os caminhões carregados com gasolina e óleo diesel desceram a serra escoltados pela Polícia Militar

O prefeito de Ilhabela, Márcio Tenório, conseguiu junto à Revap (Refinaria Henrique Lage), em São José dos Campos, a liberação de 15 mil litros de gasolina e outros 10 mil litros de óleo diesel, para a manutenção dos serviços essenciais nas áreas de saúde, educação, transbordo do lixo e segurança (Corpo de Bombeiros, Defesa Civil e Polícia Militar). Os caminhões com os combustíveis foram escoltados pela Polícia Militar até o arquipélago.

Ontem (28), o chefe do Executivo se reuniu com a vice-prefeita Maria das Graças Ferreira, a Gracinha, e todo secretariado, para tratar sobre as consequências da falta de abastecimento de combustível ocasionado pela paralisação dos caminhoneiros, deflagrada na segunda-feira (21), que afeta diversos serviços do arquipélago e demais cidades do país.

De acordo com o prefeito, a situação é muito séria e requer ações de contingenciamento publicadas por meio de notas oficiais emitidas pela Prefeitura. Nos informativos, a Administração esclareceu as medidas adotadas para manutenção dos serviços essenciais.

Entre as  medidas adotadas estão a redução da tarifa social no serviço de transporte público coletivo urbano para R$ 1,00 para todos que utilizam o bilhete eletrônico recarregável “Cartão Cidadão” de hoje (29) até o dia 3 de junho mediante decreto nº 7.033/2018; a suspensão das cirurgias eletivas (sem urgência), bem como o recolhimento de todos os veículos que atendem as UBS’s à garagem, para economizar combustível (os carros só serão usados em situações emergenciais), e o agendamento das consultas fora do município após análise, caso por caso, quando possível.

Além disso, o aterro sanitário deixou de receber podas e RCC (Resíduos de Construção Civil).

O prefeito ainda solicitou ao Procon, a fiscalização aos estabelecimentos comerciais para evitar o aumento abusivo dos preços. Segundo o órgão, foram três as denúncias feitas pela rede social e não formalmente ao Procon e apenas um deles apresentou alterações nos valores dos produtos; notificado, reduziu os preços de imediato, uma vez que não pode comprovar os argumentos para o reajuste sem apresentação das notas fiscais.

“Essa e outras medidas vem sendo tomadas para que nossa gente não sofra com a falta do abastecimento. Além disso, estamos trabalhando muito para que os serviços essenciais não sejam afetados”, disse Márcio Tenório.

Fonte: Prefeitura de Ilhabela

Comentários

Comentários


Warning: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable in /home/portalcaicara/www/wp-includes/class-wp-comment-query.php on line 405

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: