Procon e representantes da empresa Vivo se reúnem para discutir melhorias nos serviços para a região

O Procon de São Sebastião organizou uma reunião entre representantes da empresa de telecomunicações Vivo, do Procon do Litoral Norte, e do poder público das quatro cidades do Litoral Norte, na última semana, no Observatório Ambiental da Rua da Praia. Esta foi a segunda reunião, realizada com o objetivo de apresentar as demandas e problemas enfrentados pela população local. A empresa já deixou claro que não tem intenção de expandir o serviço de banda larga na região, apenas a rede móvel.

Na ocasião, o coordenador do Procon de São Sebastião, André Batelochi, apresentou as principais demandas e reclamações dos consumidores, esperando respostas da Vivo, representada pela Consultora Institucional, Patrícia Lemos Lara. Entre as reclamações estão venda casada, propaganda/oferta enganosa, má qualidade nos serviços de internet banda larga e no Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) da empresa.

Patrícia informou que foi feito um levantamento e constatou-se que existem pouquíssimas reclamações registradas formalmente na região, e que, sem esses registros formais, isto é, que possuem um número de protocolo, nome do atendente e a descrição da reclamação, não há como a Vivo saber dos problemas enfrentados pelos consumidores.

O coordenador do Procon de São Sebastião não concordou com a afirmação e demonstrou, por meio de dados da própria Fundação Procon de São Paulo, que a Vivo lidera tanto o ranking estadual quanto o municipal de reclamações, com mais de cinco mil reclamações registradas em São Paulo, apenas nos últimos 60 dias. “As pessoas não procuram a Vivo primeiro, mas sim o Procon, pois sabem que só assim os problemas serão resolvidos, já que o Serviço de Atendimento ao Consumidor da Vivo não resolve”, disse Batelochi.

Com relação à expansão e melhoria dos serviços vendidos, Patrícia afirmou que a Vivo não pretende expandir os serviços de internet banda larga na região, apenas melhorar a rede fixa e móvel já existente; a representante assegurou que “os processos serão revisados e reavaliados para que as lojas físicas e o SAC atendam corretamente ao consumidor”, informou ela.

Até outubro deste ano, os “armários” de rede fixa serão reparados para solucionar eventuais problemas de velocidade e 10 novas antenas de telefonia e internet móvel deverão ser instaladas para oferecer tecnologia 4G, que promove maior velocidade e cobertura, sendo três delas em São Sebastião, três em Caraguá e três em Ubatuba, e apenas uma em Ilhabela, devido às restrições geográficas e ambientais.

A Vivo informou ainda que tem planos de trazer o serviço de internet banda larga por fibra ótica, o Vivo Fibra, no segundo semestre de 2018, começando por Ubatuba, Caraguatatuba, São Sebastião e Ilhabela, respectivamente. Também foi levantada a proposta da redução no valor dos planos, em contrapartida à deficiência na prestação do serviço, o que a representante da operadora informou que está sendo avaliado.

O Procon recomenda aos consumidores que procurem primeiramente a loja ou o SAC da Vivo, quando houver qualquer tipo de problema, façam a reclamação, anotem o protocolo e o nome do atendente, pois a segundo a empresa é neste procedimento que eles conseguem resolver os problemas de seus clientes, evitando dos mesmos recorrerem ao Procon.

Fonte:PMSS (Foto: Luciana Vieira)

Comentários

Comentários


Warning: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable in /home/portalcaicara/www/wp-includes/class-wp-comment-query.php on line 405

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: