Ubatuba inaugura primeira fase de centro de reabilitação de animais marinhos

Cerimônia aconteceu na quarta-feira, 15, no Perequê-Açu

O prefeito de Ubatuba, Délcio Sato, esteve presente na cerimônia de entrega da primeira fase do Centro de Reabilitação e Triagem de Animais Aquáticos (CRETA), realizada na manhã de quarta-feira, 15. O CRETA está instalado na avenida Governador Abreu Sodré, no bairro do Perequê-Açu, em área cedida ao Instituto Argonauta para Conservação Costeira e Marinha.

O evento contou também com as presenças de Hugo Gallo, presidente do Instituto Argonauta, do Aquário de Ubatuba e do Ubatuba Convention & Visitor’s Bureau, Carla Beatriz, diretora executiva do instituto, o presidente da Câmara Municipal, vereador Silvinho Brandão, e os vereadores Adão Pereira, Manuel Marques e Rochinha do Basquete.

Inauguração-CRETA-15ago2018-tanque (Large)A unidade integra o Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS), um dos condicionantes para o licenciamento ambiental federal das atividades de produção e escoamento de petróleo e gás natural pela Petrobras. O PMP tem o objetivo de avaliar os possíveis impactos das atividades de produção e escoamento de petróleo sobre as aves, tartarugas e mamíferos marinhos, por meio do monitoramento das praias e do atendimento veterinário aos animais vivos debilitados e coleta dos mortos.

“Tenho certeza que este centro vai trazer melhorias na qualidade ambiental”, destacou André Silva Barreto, pesquisador e coordenador-geral do PMP-BS pela Univali – Universidade do Vale do Itajaí, de Santa Catarina. Além da unidade de Ubatuba, outra unidade semelhante está em construção em Cananéia, no litoral sul de São Paulo.

O oceanógrafo Hugo Gallo Neto, presidente do Instituto Argonauta, lembrou que, junto com o Tamar e o Aquário de Ubatuba, a organização é uma das pioneiras no Brasil a realizar o trabalho de resgate e reabilitação da fauna marinha. “Somente de agosto de 2015 até o momento, já atendemos a 5.221 ocorrências”. Ele agradeceu os diferentes parceiros na iniciativa – a Petrobras, a Prefeitura de Ubatuba e a Univali – e destacou que os investimentos no CRETA de Ubatuba, incluindo o terreno, ultrapassarão os 10 milhões de reais.

“Mais que uma exigência legal, o cuidado com o meio ambiente é uma preocupação permanente da companhia”, explicou Osvaldo Kawakami, gerente-geral da unidade de Exploração e Produção da Petrobras para a Bacia de Santos. Ele relatou que desde o início do PMP-BS mais de 44 mil animais foram registrados numa extensão que cobre de Santa Catarina ao Rio de Janeiro e 405 animais foram reintroduzidos na natureza. “Entre os animais mortos, constatamos que não houve interferência da bacia de Santos: a maior parte morreu em consequência do lixo produzido pelo homem”, alertou.

O prefeito Sato agradeceu a todos os presentes e às parcerias estabelecidas para que o CRETA se tornasse realidade e destacou a importância da conscientização das pessoas. “Esta área estava abandonada há mais de 30 anos sem um projeto de ocupação. Esta obra vale tanto pela questão ambiental quanto educacional. E somente foi possível em parceria; a Prefeitura de Ubatuba jamais faria isto sozinha. Deixamos um legado para a cidade, fruto de um trabalho incansável para entregar uma cidade melhor”, finalizou.

Além do espaço para o resgate, reabilitação e triagem de animais aquáticos, a nova área também vai contar com um museu marinho para visitação. A previsão para abertura do espaço para visitação é no segundo semestre de 2019.

Fonte e foto: Prefeitura de Ubatuba

Comentários

Comentários


Warning: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable in /home/portalcaicara/www/wp-includes/class-wp-comment-query.php on line 405

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: