Vigilância em Saúde de Ubatuba orienta população a atualizar vacina contra sarampo

Circulação do vírus da doença pode aumentar em função da Copa América

Em conformidade com orientações do Centro de Vigilância Epidemiológica, a Vigilância em Saúde de Ubatuba reforça o alerta para que toda a população mantenha atualizada sua vacinação contra o sarampo. A doença voltou a circular no Brasil e, até 23 de maio de 2019, o estado de São Paulo já havia registrado 36 casos confirmados de sarampo, sendo 11 deles com internação e quatro em profissionais de saúde.

O sarampo é uma doença altamente transmissível e a vacina é a medida de prevenção mais eficaz. No calendário nacional de vacinação de rotina, todos os indivíduos de 1 a 29 anos de idade devem ter duas doses de vacina para sarampo. Recomenda-se que os adultos nascidos depois de 1960, sem comprovação de nenhuma dose, recebam pelo menos uma dose da vacina tríplice viral. A vacina não é recomendada a crianças menores de 6 meses de idade, gestantes e pessoas imunodeprimidas. A vacina tríplice viral (SCR) que protege contra o sarampo, protege também contra a rubéola e a caxumba.

Para tomar a vacina gratuitamente, compareça à unidade de saúde mais próxima de sua casa com a carteira de vacinação. Crianças ou adultos que não tenham o documento receberão as doses da vacina SCR (que protege contra o sarampo, a catapora e a rubéola) e o devido comprovante da imunização, bem como outras orientações. 

Copa América

Entre 14 de junho e 7 de julho de 2019, o Brasil sediará a CONMEBOL Copa América, com a participação de atletas do Brasil, Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela. Equipes do Japão e Catar, membros da Confederação Asiática de Futebol (AFC), participam como convidados. Serão 26 partidas distribuídas em seis estádios de cidades-sede: Belo Horizonte, Porto Alegre, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo, onde ocorrerá a abertura. A venda de ingressos ocorreu em 98 países: 90 mil ingressos foram destinados a outros países de todas as regiões do mundo e 225 mil para brasileiros.

Eventos de massa com chegada de viajantes de diferentes continentes, aumento no fluxo de pessoas e situações de aglomerações aumentam o risco de introdução e transmissão do vírus do sarampo. Recomenda-se aos viajantes e participantes do evento esportivo que atualizem a situação vacinal antes de viajarem, de maneira a diminuir o risco de introdução do vírus do sarampo.

Os seguintes grupos prioritários devem estar ainda mais atentos:

– Profissionais da educação

– População institucionalizada

– Estudantes (ensino fundamental, médio e superior)

– Trabalhadores da construção civil, do setor de turismo, de aeroportos e portos (por exemplo: agentes de viagens, guias turísticos, taxistas, funcionários de hotéis e de empresas de transportes aéreo, marítimo e terrestre, etc.), e profissionais do sexo.

– Mulheres puérperas e pós-abortamento.

– Viajantes

Todos os profissionais de saúde devem ter duas doses da vacina, com intervalo de 30 dias entre as doses.

Sinais e sintomas do sarampo

O sarampo caracteriza-se principalmente por febre alta, acima de 38,5°C, exantema maculopapular (manchas vermelhas) generalizado, tosse, coriza, conjuntivite e manchas de Koplik (pequenos pontos brancos que aparecem na mucosa bucal, antecedendo ao exantema).

Principais sinais e sintomas do sarampo

  • Febre alta, acima de 38,5°C
  • Dor de cabeça
  • Manchas vermelhas, que surgem primeiro no rosto e atrás das orelhas, e, em seguida, se espalham pelo corpo
  • Tosse, coriza e/ou conjuntivite
  • Manchas brancas que aparecem na mucosa bucal conhecida como sinal de koplik, que antecede de 1 a 2 dias antes do aparecimento das manchas vermelhas

Fonte e foto: Secretaria de Comunicação / PMU

Comentários

Comentários


Warning: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable in /home/portalcaicara/www/wp-includes/class-wp-comment-query.php on line 405

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: